Uma turma de 34 policiais militares recebeu a capacitação para uso do sistema eproc nos processos da Justiça catarinense. Outra turma, com 35 PMs, receberá treinamento hoje (2). As aulas têm duração de quatro horas e ocorrem na Academia Judicial, em Florianópolis, sob instrução de servidores ligados ao projeto eproc: Camila Bozzani, Talita Cordeiro e Claudemir do Nascimento.

Participam policiais militares da Corregedoria-Geral, das diretorias e do Centro de Ensino da PM. Após a capacitação, esses mesmos policiais estarão habilitados a compartilhar o conhecimento adquirido com outros setores da corporação.

Desde segunda-feira (7), o uso do eproc será obrigatório em todo o Estado para as novas ações e inquéritos criminais. Com utilização mais simples, o sistema agiliza a tramitação dos processos eletrônicos e amplia a autonomia na definição dos fluxos processuais, de automações de rotinas e de modelos de expedientes.