Do presidente da OAB do Pará, Jarbas Vasconcelos sobre a indicação do advogado paulista Alexandre de Morais para ocupar uma vaga no STF: “O STF reflete nosso federalismo semântico na sua composição. Lá, nunca tivemos um Ministro da Região Norte e o último nordestino foi Carlos Ayres Brito. Atualmente, todos seus Ministros são do Sul e do Sudeste. O STF é guardião não apenas da Constituição, mas também da Federação que a instituiu.

Até quando será possível interpretar e aplicar a Constituição sem levar em conta as abissais diferenças que separam e desigualam, nossos entes federativos? O objetivo da República, estandartizado no artigo 3° da CF, de combater as desigualdades regionais e erradicar a pobreza, pode ser confiado a um STF formado por Ministros que representam as duas regiões mais ricas do País?

Pedir por democracia federativa e composição federativa no STF é pedir muito? Até quando o Norte fingirá que é parte igual na formação colonial do nosso federalismo? Alexandre de Moraes, um paulista? mais um para se juntar a outros bacanas do Sul e continuarem decidindo como sempre decidiram os rumos da República: indiferentes aos povos miseráveis, que habitam os territórios desiguais, existentes na porção setentrional da nação e colonizados pelo centro-sul.