O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) se reuniram para discutir sobre o cadastramento nacional de feminicídios. A plataforma foi lançada em agosto do ano passado pela Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp).

O Sistema de Cadastro de Feminicídio tem por objetivo aprimorar o atual banco de dados de feminicídio do Ministério Público. A reunião contou com a participação da coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Combate à Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher (CAO-VD), promotora de Justiça Patrícia Habkouk, e do promotor de Justiça e membro auxiliar do CNMP Emmanuel Levenhagen Pelegrini.