O ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) o direito de poder sacar R$ 10 mil por mês de contas em seu nome bloqueadas desde 2014, por determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Ele alega que precisa pagar despesas e que tem vivido em “condição de indignidade” em razão de um “bloqueio ilegal” de suas contas.