A modelo Najila Trindade Mendes de Souza foi indiciada pela Polícia Civil de São Paulo pelos crimes de fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão. Ela acusou o jogador Neymar, da Seleção Brasileira e do PSG, de estupro em maio, em caso arquivado por falta de provas.

A denúncia é resultado de dois inquéritos em apuração no 11º DP (Santo Amaro), desdobramentos da denúncia de Najila à 6ª Delegacia da Defesa da Mulher. Eles foram encaminhados ao TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo) para serem avaliados pelo poder Judiciário e o Ministério Público.

Além da modelo, seu ex-marido, Estivens Alves, foi indiciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.