O advogado e ex-secretário de Segurança do Distrito Federal, Paulo Castelo Branco comentou hoje (10) a aprovação, no Plenário da Câmara, em primeiro turno, da proposta de emenda à Constituição que cria as polícias penais federal, dos estados e do Distrito Federal. A matéria, já aprovada no Senado, ainda precisa ser votada em segundo turno na Câmara. O autor da proposta é o ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

Para Paulo Castelo Branco, a medida “é uma reivindicação antiga dos agentes penitenciários que são os responsáveis pela guarda na execução das penas. Trabalho exaustivo, tenso e ameaçador em suas vidas privadas. Com a quantidade de polícias no país mais uma não irá modificar muito o sistema de segurança pública.”.