O ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e atualmente juiz federal titular da 2 Vara Federal em Natal (RN), Walter Nunes, comentou hoje (10) a intenção de um grupo de parlamentares liderados pelo deputado e jurista Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) que quer impedir que juízes de primeira instância determinem medidas drásticas contra políticos, como prisão, quebra de sigilos bancário e telefônico, além de busca e apreensão:

“O foro privilegiado, especialmente na extensão com que agasalhado em nosso sistema, é um equívoco, pois, para todos os efeitos, parte da premissa de que os juízes de primeiro grau só possuem qualificação e expertise para decidir sobre os interesses que dizem respeito ao comum do povo, não em relação a agentes públicos e políticos que exercem cargos importantes. Se os tribunais são mais adequados para julgar as pessoas que ocupam posição de destaque na sociedade porque são mais preparados do que os juízes singulares – e isso não é verdade, diga-se -, o certo seria conferir a mesma oportunidade a todos.”