Saiu no Antagonista: Em depoimento à Justiça Federal, nesta segunda-feira, Jonas Lopes, ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado (RJ), admitiu que recebeu propina “parcelada” durante o governo de Luiz Fernando Pezão no Rio. Segundo Lopes, a propina correspondia a cerca de 1% do valor das obras.

Os conselheiros do órgão recebiam os valores indevidos para fazer “vista grossa” sobre os contratos. “O presidente cuidava disso. Eu recebia e dividia com os outros”, afirmou.

No depoimento, Jonas Lopes também disse que Pezão autorizou o pagamento da propina mesmo quando estava de licença médica para o tratamento de um câncer.

A Justiça Federal do Rio ouve hoje sete delatores que colaboraram com a Operação Boca de Lobo