O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJ/SE), desembargador Cezário Siqueira Neto, não convidou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Sergipe (OAB/SE), Henri Clay Andrade, para integrar a comitiva que acompanhará hoje (16) a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, em sua visita a Sergipe.

Henri Clay Andrade confirmou que não houve convite por parte do TJ, mas adiantou que recebeu um telefonema da ministra Cármem Lúcia, que o convidou para uma audiência na sede do STF, em Brasília. “Não vou acompanhar a ministra Cármem Lúcia em Sergipe porque o TJ não convidou a OAB. Mas no fim da tarde de hoje, recebi um telefonema da ministra, explicando que a visita a Sergipe seria rápida, porém me convidando para uma audiência com ela na sede do STF.

Em Brasília, trataremos do sistema prisional de Sergipe com maior tempo e profundidade”, comenta o presidente da OAB/SE.