Amanhã,dia 17 de dezembro, o ministro Felix Fischer, decano da corte, completa 20 anos de sua posse no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Nessas duas décadas, ele alcançou a marca de quase 115 mil julgados, incluídas as decisões monocráticas e os votos proferidos nos processos que relatou em julgamentos colegiados.

Precisamente, foram 112.966 julgamentos até 31 de outubro, data de fechamento do último balanço estatístico. O ministro exibe um número ainda bem mais alto, de 170.184 decisões, se consideradas as liminares e os despachos proferidos nos quatro anos em que ocupou a vice-presidência e a presidência da corte.

Nascido em Hamburgo (Alemanha) no período pós-guerra, com um ano de idade Fischer veio para o Brasil com os seus pais, onde se naturalizou. Como lazer, tem predileção pela leitura (história, literatura e filosofia) e pela música.

O ministro formou-se em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Em sua trajetória profissional, ocupou, entre outras funções, o cargo de procurador de Justiça do Ministério Público do Paraná.