O ministro Ricardo Levandowski, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), participou em Belo Horizonte da primeira audiência de custódia, projeto que pretende promover audiências entre presos em flagrante e um juiz no prazo de 24 horas após ocorrido o delito. Atualmente, os presos provisórios representam 41% da população carcerária brasileira, que é de 607,7 mil presos. Minas Gerais tem a segunda maior população carcerária do país (61,2 mil), segundo dados divulgados recentemente pelo Ministério da Justiça referentes a junho de 2014. O mesmo levantamento indica que o estado tem a maior quantidade de unidades prisionais do Brasil (184) e é o sétimo com maior proporção de presos sem condenação (53%). A primeira audiência foi de David, de 20 anos, preso nesta quinta-feira por quebrar vidro de carro, no Bairro Serra, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, e roubar mochila. Ele conseguiu liberdade provisória, com as condicionantes de que não pode se aproximar da vítima, além de se apresentar de 15 em 15 dias no centro de socialização da Lagoinha.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *

Postar Comentário