Alvo da Operação Abismo o prefeito do Cabo de Santo Agostinho, em Pernambuco, Lula Cabral (PSB), conseguiu uma liminar do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, e reassumiu seu mandato utilizando uma tornozeleira eletrônica. Cabral ficou preso durante três meses após decisão doTribunal Regional Federal da 5ª Região.

Cabral foi alvo da Operação Abismo, em 2018, e denunciado com mais quatro réus acusados de receber propina para transferir R$ 92,5 milhões da previdência municipal (Caboprev), de uma instituição financeira sólida para uma empresa composta por ativos de risco.