Saiu publicado no site O Antagonista: O ministro Luís Roberto Barroso, em entrevista à Época, defendeu mais uma vez a Lava Jato. Ele disse:

“Depois da Operação Mãos Limpas, na Itália, os corruptos venceram: mudaram a legislação, demonizaram procuradores e juízes e cooptaram a imprensa. Há um paralelo no Brasil. No entanto, acho que não acontecerá, porque a sociedade está mais mobilizada e consciente. Temos uma imprensa plural e independente. E o Judiciário, sobretudo o primeiro e o segundo graus, é extremamente independente também. Ele tem problemas de eficiência, não de independência.”

Luís Roberto Barroso é um exemplo de ministro com as mãos limpas.