O irmão da desembargadora do TRT da Bahia, Adna Aguiar, afastada pelo CNJ por suspeita de vender sentenças e favorecer réus, Henrique Aguiar, foi preso pela Polícia Federal. De acordo com a comunicação da coorporação, ele tentou, durante a operação, destruir provas, como um telefone celular e documentos.

O mandado de prisão foi expedido pelo Superior Tribunal de Justiça. A operação apura um esquema de venda de decisões judiciais e tráfico de influência no Judiciário baiano. O presidente da OAB-BA, Fabrício Castro afirmou que o Conselho de Ética vai investigar os advogados alvos da operação.