Poucos sabem – ou se lembram – mas o conhecido jornalista, compositor, escritor, roteirista, produtor musical, teatrólogo e letrista brasileiro Nelson Cândido Motta Filho – mais conhecido como Nelson Motta -, nascido em São Paulo no dia 29 de outubro de 1944, é filho de advogado e neto de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Seu avô, Candido Motta Filho (16/09/1897 a 04/02/1977) foi nomeado para o STF em decreto do então presidente Juscelino Kubistchek de Oliveira em 13 de abril de 1956 na vaga do ministro Mário Guimarães ( hoje nome do fórum criminal de São Paulo).

No STF, o avô de Nelson Motta chegou a ser eleito vice-presidente da Corte em 2 de dezembro de 1964, para o biênio subseqüente. Além disso, participou da composição do Tribunal Superior Eleitoral, como Juiz Substituto (1959) e Efetivo (1960-1964). Foi presidente do TSE de 30 de julho de 1963 até 8 de março de 1965. Em sessão de 13 de setembro de 1967, o avô de Nelson Motta despediu-se da Corte, sendo saudado pelo ministro Hermes Lima, que falou em nome do Tribunal; Dr. Oscar Corrêa Pina, pela Procuradoria-Geral da República; Dr. Heráclito Sobral Pinto, pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil; Dr. Rubens de Barros Brisolla, pela Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Distrito Federal, e Dr. Heládio Toledo Monteiro, pela Ordem dos Advogados do Brasil, Seção do Estado de São Paulo. Agradeceu, no final, as manifestações. Foi aposentado em 18 de setembro de 1967.

O ministro Candido Motta Filho faleceu em 4 de fevereiro de 1977, na cidade do Rio de Janeiro. Recebeu homenagem póstuma do STF em sessão de 2 de março seguinte, quando falaram o ministro Rodrigues Alckmin, pela Corte, o professor Henrique Fonseca de Araújo, Procurador-Geral da República, e o professor Alberto Peres, pela Ordem dos Advogados do Brasil. Foi casado com D. Elza Lichtenfels Motta com quem teve cinco filhos, entre os quais o advogado e escritor Nelson Cândido Motta, pai do jornalista e produtor musical Nelson Motta.

O STF comemorou o centenário de nascimento, na sessão de 26 de abril de 2000, quando falaram o ministro Moreira Alves, em nome do Tribunal, Geraldo Brindeiro, Procurador-Geral da República e Célio Silva, representando o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil.

O pai de Nelson Motta, o advogado Nelson Candido Motta, mais conhecido pelos amigos como “Nelsão”, faleceu em janeiro de 2014.