O mentor do furto ao Banco Central, ocorrido em Fortaleza no ano de 2005, Antônio Jussivan Alves, o “Alemão”, foi transferido de um presídio no Ceará para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no estado do Paraná. Além de Antônio Jussivan, também foi transferido do Ceará o preso Antônio Carlito Avelino, conhecido como “Boi”. Ele foi levado do sistema carcerário cearense para a Penitenciária Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

As transferências ocorreram por meio de um requerimento feito pelo Ministério Público, depois que uma quadrilha tentou resgatar os dois presos da Penitenciária Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba. Após o pedido do MPCE, a Sejus solicitou ao Judiciário local a transferência dos internos para unidades prisionais federais.