Em julho de 1986, viajei para Roma pela Rádio Nacional para cobrir a visita do presidente José Sarney ao Papa Joao Paulo II no Vaticano. A sala de imprensa montada pelos funcionários da Presidência da República ficou na parte térrea do hotel onde ficou hospedada a comitiva brasileira.

Antes da chegada do presidente Sarney encontrei com o cantor Gilberto Gil na entrada da hotel (nao me recordo o nome). Convidei então para uma entrevista ao vivo em um dos programas da emissora em Brasília e que era transmitido em rede para outras rádios, como a Nacional do Rio de Janeiro, da Amazônia etc … Gil aceitou prontamente.

Ao chegar na sala de imprensa, no local onde estava a minha linha direta com a rádio (conhecida “caixa de sapato”) ele ficou sem entender o que estava acontecimento. E perguntou: a Rádio Nacional é transmitida aqui em Roma ?
Expliquei então como funcionava a “caixa de sapato” e ele fez um comentário que nunca mais esqueci:

– Eu gosto muito de falar para a Rádio Nacional porque falo para todo o Brasil de uma vez só !