As mudanças tecnológicas que o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) vem adotando na implementação de processos judiciais digitais contribuíram para a implantação de uma iniciativa inédita no Judiciário brasileiro. O TJCE adotou a hiperconvergência da VMware, estrutura de Tecnologia da Informação que combina armazenamento, processamento e virtualização em um único sistema.

“Com a adoção da infraestrutura hiperconvergente aceleramos o processo de entrega de novos sistemas, serviços ou áreas de armazenamento para a estrutura do TJCE. Ter um sistema cada vez mais seguro, estável e escalado permite que o público externo (advogados, promotores e defensores públicos) acesse a informação de forma mais rápida e transparente, a qualquer hora”, explica o gerente de Infraestrutura da Secretaria de Tecnologia da Informação (Setin) do TJCE, Cristiano Carvalho.

Ele destaca que houve vantagem financeira para o Judiciário estadual adquirir o novo sistema. “Saiu bem mais barato, do que comprar ou adquirir um equipamento próprio, especializado em armazenamento. Aproveitamos as licenças já existentes no TJCE”. A hiperconvergência de VMware usa software e servidores x86 para substituir o hardware de custo elevado e fins específicos.