Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Ministra e madrinha

Nomeada pela presidente afastada Dilma Rousseff para o Tribunal Superior do Trabalho (TST) em 2011, a ministra Delaíde Arantes foi madrinha nesta sexta-feira, no clube da OAB, em Goiás, do milionário casamento do advogado Djalma Rezende, especialista em direito agrário, e considerado um dos mais caros do país. A festa custou a bagatela de R $ 8 milhões da conta bancária do advogado.

Um casamento de R$ 8 milhões

O maior e mais caro casamento do país aconteceu nesta sexta-feira em Goiânia (GO) para mais de mil seletos convidados. Trata-se do casamento do milionário advogado especializado em direito agrário Djalma Rezende, 63 anos, nascido na cidade goiana de Mineiros, com a também colega de profissão, recém-formada em Direito, Priscila Carvalho, de 24 anos. O regime do casamento é de separação total de bens. A festa, que custou a bagatela de R$ 8 milhões, foi realizada no clube da OAB de Goiás e foi protegida por forte esquema de segurança.

Máscaras caídas

Do ex-presidente da OAB Nacional, o advogado sergipano radicado em Brasília, Cezar Britto em sua página no Facebook: “Uma semana corrida. Sustentação no STF, em defesa da Justiça do Trabalho, vítima daqueles que querem reduzir os direitos dos trabalhadores. Palestrando para a advocacia sertaneja, em Juazeiro, conclamando-a a residir e defender o direito de defesa,…

O apoio a Temer

O Presidente da República em exercício, Michel Temer ingressou por concurso público nos quadros da Procuradoria Geral do Estado de São Paulo em 1970, quando foi designado para atuar no setor de mandado de segurança da Procuradoria Administrativa. Exerceu o cargo de Procurador Geral do Estado em dois períodos em 1983 e 1991.