Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Ricos e delinquentes

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso criticou, mais uma vez, o sistema penal brasileiro. “O sistema punitivo brasileiro não funciona como prevenção geral para os ricos. Consequentemente, nós criamos uma sociedade cheia de ricos delinquentes, que sonegam, fraudam licitação, subornam, fazem lavagem de dinheiro. Portanto, nós precisávamos criar um sistema penal que valesse para todo mundo”, afirma ele.

Até em Marataízes

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Procuradoria de Justiça Especial, denunciou o prefeito de Marataízes, Jander Nunes Vidal, e mais 21 pessoas por dispensa irregular de licitações. Em 2009, o prefeito editou o Decreto Emergencial 195/2009 para realizar contratações sem licitação, a fim honrar compromissos assumidos durante a campanha eleitoral para o cargo. De acordo com a denúncia, no dia seguinte à posse, o prefeito decretou situação de emergência no município e realizou 17 contratações diretas em apenas um dia.

Mais um afastado

O presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas, desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas foi afastado da função de desembargador pelo Pleno do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele se encontra viajando de férias forense no exterior e em companhia de um dos seus advogados, Fernando Costa. No CNJ, ele foi defendido pelos advogados alagoanos Nabor Bulhões – que tem uma banca de advogacia em Brasilia e Fábio Ferrário.

O próprio entorno

O site direitoglobal.com.br recebeu agora de manhã a seguinte mensagem de um experiente jurista: “Tamanini: nesse esgoto Brasil a gente acorda assustado ao ler o noticiário matinal e vai aos poucos lembrando da melhor inspiração que Chico Anysio tinha: o próprio entorno. Veja você: a lei e o bandido usam a mesma caixa d’Água e…