Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Exame sem sedação

A 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do TJDFT manteve, por maioria, condenação de clínica para indenizar cliente que fez exame de endoscopia sem sedação. De acordo com a Turma, houve falha na prestação dos serviços. “Na forma do art. 14, CDC, o serviço é defeituoso quando não fornece a segurança que o consumidor dele pode esperar, sendo objetiva a responsabilidade civil do fornecedor”.

Casa da Mulher Brasileira

“Receber um defensor dos direitos humanos como o ministro Barroso, uma pessoa afável, simpática e de alma leve, e ouvir dele que uma das melhores coisas que fez no ano foi visitar a Casa da Mulher Brasileira de Campo Grande e ver o trabalho aqui prestado, bem como os projetos da Coordenadoria da Mulher, do Tribunal de Justiça, nos enche de orgulho!”.

Brilho da Lua

A Justiça cearense manteve embargo à barraca de praia Brilho da Lua, localizada na Taíba, a 70 km de Fortaleza. A decisão, da 3ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE),teve a relatoria do desembargador Inácio de Alencar Cortez Neto.

Fluminense condenado

Um dos oito jogadores dispensados pelo Fluminense em 2017, o zagueiro Henrique teve uma decisão a seu favor que condenou o clube a pagar R$ 9,1 milhões a ele. A juíza Katia Emilio Louzada, titular da 54ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, acatou o pedido do jogador.