Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Whattsapp na partilha

A Justiça do Amapá , por meio do Centro Judicial de Solução de Conflitos (CEJUSC) do Fórum de Macapá e com apoio de mediadoras do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais e Resolução de Conflitos (NUPEMEC), utilizou pela primeira vez o WhatsApp para solucionar, em âmbito pré-processual, uma partilha de bens entre herdeiros.

Muito ruim e trágico

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso afirmou em entrevista à jornalista Miriam Leitão que será ‘entre muito ruim e trágico’ se a Corte reverter a prisão após condenação em segunda instância. O assunto voltou à tona com o julgamento de Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Batia na mãe

Saiu no Antagonista: Um magistrado do Tribunal de Justiça do Paraná foi afastado do cargo pelo STJ. Motivo: ele foi denunciado por bater nas irmãs e na própria mãe. Uma discussão do desembargador com as irmãs descambou para o pugilato e a pobre senhora foi atingida por um soco do filho — não se sabe…

Armado com fuzil ?

Da juíza de Direito aposentada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Denise Frossard em sua página no Facebook: Armado com fuzil? Tenha a cor que tiver e esteja onde estiver é criminoso! Os de colarinho branco a lava-jato cuida deles. Devem ser segregados porque são igualmente torpes e violentos – e sem complacência para todos! A opção a isto será o modelo do Leviatã, de Hobbes: