Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Luislinda é candidata

A desembargadora aposentada e atual ministra dos Direitos Humanos do Brasil, Luislinda Dias de Valois Santos quer ser candidata a deputada federal nas eleições do próximo ano.Filiada ao PSDB, Luislinda ingressou na magistratura em 1984 e se aposentou em 2011. Foi uma das primeiras juízas negras do pais.

Vídeo íntimo

O desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), afirmou que é vítima de uma chantagem. Ele teve um vídeo íntimo divulgado em redes sociais. Esta foi a primeira vez que ele se pronunciou sobre o assunto após a divulgação do vídeo em aparece se masturbando em frente a um computador. Na nota, ele afirma que o caso já foi denunciado às autoridades do Estado do Amazonas e que está sob investigação.

Casamento do ex-marido

A Justiça de Goiás, em uma liminar, proibiu uma mulher de assistir o casamento do ex-marido. A decisão, do juiz Danilo Farias Batista Cordeiro, foi concedida a pedido do ex, um funcionário público, e sua atual noiva, diante das ameaças que recebeu. A ex-mulher, segundo ele, apresenta comportamento ameaçador e disse que causaria um constrangimento durante a cerimônia.

A vergonha brasileira

Buenos Aires, El Clarin online- Em uma palestra realizada, hoje (6), na Universidade Metropolitana pela Educação e o Trabalho (UMET), em Buenos Aires, o ministro Barroso, conhecido pela profundidade dos seus discursos, falou sobre a experiência brasileira “no combate à corrupção e o Estado de Direito”. Na longa fala para juristas brasileiros e argentinos e de outros países da América Latina, Barroso disse que “é impossível não sentir vergonha pelo que está acontecendo no Brasil” em termos de corrupção porque “onde se destampa tem alguma coisa errada”. “Onde você destampa tem coisa errada: Petrobras, fundos de pensao, Caixa Econômica Federal, BNDES”, disse.