Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

O julgamento no Supremo

Do juiz federal aposentado e advogado criminalista em Brasília, Pedro Paulo Castelo Branco: “O julgamento do Supremo Tribunal Federal está caminhando para a questão em que somente poderá haver prisão do condenado após o trânsito em julgado da sentença condenatória, a que faz referência o artigo 5º, LVII, da Constituição Federal, que afirma que “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença condenatória”.

Álcool e morte no trânsito

A Justiça do Rio de Janeiro determinou a prisão temporária de Karla Vasconcellos de Almeida pelo prazo de trinta dias. Ela dirigia alcoolizada um Polo prata na noite de quinta-feira, na contramão da Estrada do Catonho, sentido Realengo, quando atingiu a moto de Jonatan Lima, de 24 anos, torcedor do Flamengo — o jovem não resistiu aos ferimentos. O laudo prévio de alcoolemia aponta o uso de bebida alcoólica e que ela não tinha “condições de condução do veículo”.

Morto na agência dos Correios

Uma família de Cachoeiro de Itapemirim (ES) deve receber R$ 50 mil de indenização por danos morais, de uma empresa de segurança, após a morte de um empregado recém-concursado dos Correios, no seu ambiente de trabalho, por disparo de arma de fogo que estaria sendo manuseada por um vigilante.