Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Cadeia na Operação Assepsia

O ex-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), juiz federal Walter Nunes da Silva Júnior sentenciou mais um processo resultado da Operação Assepsia, em Natal (RN), onde foram condenadas cinco pessoas, no chamado “núcleo empresarial” da operação. O magistrado, além de condenar cinco dos acusados ao ressarcimento aos cofres públicos do prejuízo causado correspondente ao valor de R$ 24.415.272,3,1 também determinou o arresto de patrimônio de cada um dos condenados no limite de R$ 4.050.000. Os passaportes também serão apreendidos. Um esquema de fraudes em processos licitatórios no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde de Natal, com contratos superfaturados do órgão público. A estimativa é que o desvio de recursos com todo esquema foi de R$ 24.415.272,31.

Filha matou o pai

A jovem Bianca Cintra dos Santos, 19 anos, e seu ex-companheiro Renato dos Santos foram condenados a 19 e 21 anos de prisão, respectivamente, por assassinarem a facadas Jilmar Antônio Gomes dos Santos, pai de Bianca e ex-sogro de Renato.

Turma da pesada

O Ministério Público Estadual (MPE) de Tocantins, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), ofereceu denúncia contra o ex-prefeito de Palmas Raul de Jesus Lustosa Filho, os ex-servidores da prefeitura de Palmas Pedro Duailibe Sobrinho e Herberth de Sousa Nogueira Júnior e contra os empresários Carlos Augusto de Almeida Ramos (Carlinhos Cachoeira) e Antônio Cavendish Soares, pelos crimes de formação de organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Reforço na segurança

A segurança de servidores, juízes, promotores, advogados e testemunhas que participam das audiências penais é uma das prioridades na administração do diretor do Fórum Criminal da comarca de João Pessoa (PB), juiz Adilson Fabrício Gomes Filho.