Jornalista no eixo Brasília-Rio de Janeiro.

Universitárias grávidas

O Ministério Público Estadual de Tocantis (MPE) ajuizou Ação Civil Pública (ACP), com pedido de liminar, em desfavor do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), a fim de suspender resoluções da instituição que ferem direitos de estudantes universitárias em período gestacional. A ACP questiona normas que restringem o direito dos estudantes, ao estabelecerem prazos não previstos em lei para a concessão de regime de exercícios domiciliares para grávidas a partir do oitavo mês de gestação.

Sem salário

O governo do Rio de Janeiro informou ao Tribunal de Justiça que não repassará todo o dinheiro devido ao TJ no prazo certo, ou seja, até o penúltimo dia útil do mês. Com isso, os desembargadores podem ter o salário atrasado, noticia o jornal O Globo.

Desvio na Assembleia

O desembargador Carmo Antonio de Souza, do Tribunal de Justiça do Amapá, marcou para o dia 19 de abril o julgamento da ação penal da qual é relator e que denunciou por corrupção o ex-deputado estadual Agnaldo Balieiro, então filiado ao PSB. Ele é acusado de desviar quase R$ 1 milhão da verba indenizatória da Assembleia Legislativa do Estado (Alap).

Agressão no HFA

O Superior Tribunal Militar (STM) recebeu denúncia contra uma mulher, pelo crime de injúria real – artigo 217, do Código Penal Militar (CPM). A civil desferiu um tapa contra um médico militar que trabalhava no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília.