“Fora da lei não há salvação”

Do ex-presidente nacional da OAB, Reginaldo Oscar de Castro: “Eu sempre repeti o nosso Ruy Barbosa: Fora da Lei não há salvação. Na lavajato, o poder legislativo, a magistratura, o MP, a imprensa e a opinião pública, repetindo o que ocorreu na França na fase conhecida como Terror, da Revolução Francesa, jogaram para o alto os escrúpulos.

Veja mais

Não alcança julgados passados

Do juiz federal aposentado e hoje atuando na advocacia criminal em Brasília, Pedro Paulo Castelo Branco: “Minha opinião é que em parte há razões fortes em admitir que o delatado fale depois do delator, até em reforço ao devido processo legal , e a ampla defesa com fundamentação ao contraditório.

Veja mais

Ainda haverá modulações

Do advogado e ex-integrante do Conselho Federal da OAB e também do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Sergio Couto: “Ainda haverá modulaçoes. Não creio na extensão à nulidades. Até porque a delação, juridicamente, não se confunde com a acusaçao”