Filho de ministro do STJ

A matéria é de autoria do repórter Rubens Valente e foi publicada na edição de hoje do jornal Folha de S.Paulo:

Um laudo feito pela Polícia Federal na Operação Lava Jato revela que o escritório do advogado Marcos Meira, filho do ex-ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) José de Castro Meira, recebeu pelo menos R$ 11,2 milhões da Odebrecht de 2008 a 2014.

Veja mais

Leitura concisa

Do ex-presidente da OAB Nacional e atualmente presidente da Comissão Constitucional da entidade, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, sobre a proposta do ministro Luiz Fux, do STF de fixar um limite de tempo para o voto dos colegas em Plenário: 15 minutos, o mesmo que cabe aos advogados que ocupam a tribuna. “O voto analítico, com…

Veja mais

A revolução da brevidade

O artigo “A revolução da brevidade” foi publicado na Folha de S.Paulo em 17 de julho de 2008 pelo então advogado – hoje ministro do STF – Luís Roberto Barroso e professor titular de direito constitucional da Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e autor de “O Controle de Constitucionalidade no Direito Brasileiro”, entre outras obras

“Toda área do conhecimento humano tem a sua beleza, as suas circunstâncias e as suas dificuldades. O mundo jurídico, tradicionalmente, debate-se com duas vicissitudes: (a) a linguagem empolada e inacessível; e (b) os oradores ou escribas prolixos, que consomem sem dó o tempo alheio. Verdade seja dita, no entanto, o primeiro problema vem sendo superado bravamente: as novas gerações já não falam nem escrevem com a obscuridade de antigamente.

Veja mais

Sessões enfadonhas

Luiz Maklouf Carvalho Enviado Especial / Brasília, O Estado de S. Paulo “Aqui, debaixo de cada toga, bate um coração.” Dita com emoção pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), a obviedade pretende frisar que as chamadas 11 ilhas, cada qual no seu quadrado, precisam abrir canais entre si. Primeiro, falando menos para…

Veja mais