Fundo do poço

Do advogado Nicola Manna Piraino: “Quando um ex Procurador-Geral de Justiça afirma que iria assassinar um ministro do STF, em uma sessão do Tribunal, e depois se matar, constatamos que o fundo do poço é muito mais profundo, que imaginávamos. “

“Fora da lei não há salvação”

Do ex-presidente nacional da OAB, Reginaldo Oscar de Castro: “Eu sempre repeti o nosso Ruy Barbosa: Fora da Lei não há salvação. Na lavajato, o poder legislativo, a magistratura, o MP, a imprensa e a opinião pública, repetindo o que ocorreu na França na fase conhecida como Terror, da Revolução Francesa, jogaram para o alto os escrúpulos. Continue lendo ““Fora da lei não há salvação””

“Acho que vão modular”

De um desembargador federal que prefere não revelar o nome uma vez que o processo ainda se encontra em fase de julgamento no STF: ” Acho que vão modular. Permitir anulações em demasia seria muito ruim”.

Ainda haverá modulações

Do advogado e ex-integrante do Conselho Federal da OAB e também do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Sergio Couto: “Ainda haverá modulaçoes. Não creio na extensão à nulidades. Até porque a delação, juridicamente, não se confunde com a acusaçao”

Nulidade absoluta

Do ex-presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe) e atualmente desembargador do Tribunal Regional Federal da 4a Região, Jorge Maurique: “Concordo com a maioria do STF! O direito da defesa deve ser respeitado sempre. Se alguém me acusa, só posso me defender plenamente se falar depois, para inclusive rebater as acusações do delator. Decorre da Constituição Federal esse direito. Nulidade absoluta. A legislação deve ser interpretada a parti da Constituição e não o contrário””

Terço ao invés de arma

“Estava com a arma na mão. Não deveria ter se armado, sem coragem. Melhor andar com um terço de Nossa Senhora”. A afirmação é do juiz federal aposentado e hoje advogado criminalista em Brasília, Pedro Paulo Castelo Branco ao comentar a declaração do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot – hoje aposentado – da existência de um plano para matar o ministro Gilmar Mendes, do STF. O ex-PGR revelou que em 2017 foi armado a suprema corte com o objetivo de atirar em Gilmar e em seguida atentar contra a própria vida.Quando era juiz federal, Pedro Paulo Castelo Branco foi quem determinou a prisão do empresário Paulo Cesar Farias, o PC, principal amigo do ex-presidente Fernando Collor de Mello.

Filho de Pelé sai da cadeia

O filho de Pelé, o ex-goleiro Edinho, condenado a mais de 12 anos de prisão por lavagem de dinheiro e tráfico de drogas, obteve o direito de progressão para o regime aberto. Com isso, pode deixar a qualquer momento a Penitenciária II de Tremembé, no interior de São Paulo, para cumprir o restante da pena em casa. Desde junho de 2018, o ex-atleta já estava em regime semiaberto, com direito a trabalhar e estudar fora da prisão.