Operação Manus

O processo da Operação Manus, em Natal (RN), onde há denúncia de suposto pagamento de propina para obra do estádio Arena das Dunas, entrou em uma nova fase. Estão sendo ouvidos os depoimentos das testemunhas de acusação. São mais de 100 testemunhas, entre acusação e defesa. O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães Farias, titular da 14ª Vara, está ouvindo os depoimentos. Continue lendo “Operação Manus”

PM assassinado em Aracaju

Não é apenas no Rio de Janeiro que policiais militares são assassinados por bandidos. Em Aracaju (SE), a Polícia Civil constatou que foi um adolescente de 15 anos o autor do disparo que vitimou Gilson Alves Sousa, policial militar morto após uma tentativa de assalto.Junto a ele, estava Glaziel Inácio dos Santos, de 21 anos. A dupla se entregou em um fórum e confessou o crime. O encaminhamento das investigações confirmou a hipótese de latrocínio, após ouvir os envolvidos e analisar imagens de câmeras de segurança. Continue lendo “PM assassinado em Aracaju”

Barrado pelo TJ

O presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJ/SE), desembargador Cezário Siqueira Neto, não convidou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil/Seccional Sergipe (OAB/SE), Henri Clay Andrade, para integrar a comitiva que acompanhará hoje (16) a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, em sua visita a Sergipe. Continue lendo “Barrado pelo TJ”

Armas para destruição

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) encaminhou para destruição 6.804 armas vinculadas a processos encerrados em 2017. Também foram destinados para destruição 35.772 munições, além de chumbos, facas, pólvora e equipamentos de caça em geral. Todo esse material foi recolhido pela Assessoria Militar do TJES e entregue ao Exército Brasileiro, em Vila Velha, para a devida destruição. Continue lendo “Armas para destruição”

Hotel sem IPTU

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva do Núcleo Teresópolis, instaurou inquérito para apurar possível ato de improbidade administrativa pelo prefeito afastado de Teresópolis, Mário de Oliveira Tricano. A investigação apura possível renúncia ilegal de receita do IPTU devido pelo Hotel Jecava, que pertence a Tricano. Também é investigada possível violação aos princípios da moralidade administrativa e da impessoalidade.