TJ critica Crivella

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Claudio de Mello Tavares, condenou o que classificou como “ataques pessoais” do prefeito Marcelo Crivella à juíza Mirela Erbisti, que determinou o fechamento da Avenida Niemeyer após deslizamentos de terra matarem duas pessoas em maio.

Veja mais

“Togadas e tatuadas”

O prefeito Marcelo Crivella, do Rio de Janeiro, ironizou, durante discurso, a juíza Mirella Erbisti, da 3ª Vara de Fazenda Pública da Capital. Em maio, a magistrada determinou o fechamento da Avenida Niemeyer após a morte de duas pessoas por conta de deslizamentos. Desde então, ela vem se manifestando contra a reabertura da via, que segue interditada, mesmo após pedidos da prefeitura para que ela volte a funcionar em dias de sol, sem chuva.

Veja mais