Nem e Peri Mirim

Danúbia de Sousa Rangel, mulher do traficante Antônio Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha, presa na última terça-feira (10) na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio de Janeiro, nasceu na cidade de Peri Mirim, no Maranhão. “Peri-Mirim” é um topônimo originário da língua tupi antiga: significa “pequeno junco”, através da aglutinação de piripiri (junco) e mirĩ (pequeno. Fundada em 31 de março de 1919, Perim Mirim vai completar cem anos em 2019.

Veja mais

Celas ao ar livre

Celas ao ar livre, os chamados “gaiolões”, como o de Barra do Corda, no Maranhão, onde um comerciante morreu na segunda-feira (09), existem em várias delegacias do Estado, inclusive em São Luis, e são do conhecimento das autoridades há anos. A afirmação é do presidente da Associação dos Delegados de Polícia do Maranhão (Adepol), Marconi…

Veja mais

“Gaiolões” do Maranhão

A Comissão de Direitos Humanos da OAB condenou o uso dos “gaiolões” como celas e a permanência indevida de presos em delegacias de polícia do Maranhão. A Ordem considera a morte do comerciante Francisco Edinei, que ficou preso por quase dezoito horas numa cela ao ar livre na delegacia de Barra do Corda, na região central do estado, como um fato gravíssimo.

Veja mais