Advogado some no lago em Brasília

Até o início da noite desta segunda-feira o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) não havia localizado o advogado Carlos Eduardo Marano Rocha, de 41 anos, que caiu de uma lancha no Lago Paranoá. O trabalho dos bombeiros iniciou-se no sábado (1), quando os ocupantes do barco acionaram a corporação, sendo interrompido logo depois por falta de precisão nas informações sobre o local do lago onde o homem teria caído.

De acordo com testemunhas, o advogado vestia roupas pretas na ocasião, e o sumiço ocorreu na altura do Setor de Clubes Sul. Apenas foi encontrado flutuando no lago o boné que ele usava. A dificuldade de precisar o local da queda atrapalha as buscas, que segundo o serviço de informações do Corpo de Bombeiros, tiveram que cobrir toda a área entre as pontes JK, que fica na altura da QI 26 do Lago Sul, e a Costa e Silva, próxima a QI 11, na região conhecida como península dos ministros.

Marano tem a sua inscrição principal na OAB do Distrito Federal e uma sumplementar na Seccional paulista da OAB.

Morre advogado Wilson Comel

A Ordem dos Advogados do Brasil manifesta profundo pesar pelo falecimento, nesta segunda-feira (3), do advogado Wilson Jerônymo Comel, aos 90 anos. Wilson Comel foi uma das mais importantes lideranças da advocacia no Paraná, tendo sido presidente de subseção de Ponta Grossa, conselheiro seccional e conselheiro federal da Ordem.

“Banco do Tempo”

Já ouviu a expressão “tempo é dinheiro”? Em um banco de Santa Maria da Feira, em Portugal, ela é bem real. Porque ali, os voluntários não lidam com dinheiro, mas com tempo. Ao invés de lucros, o Banco do Tempo persegue outro objetivo: a felicidade das pessoas.

Funciona assim: um eletricista se inscreve no Banco do Tempo, se oferecendo para trocar as lâmpadas de uma casa. Após uma hora de trabalho, ele tem direito a uma hora de um serviço qualquer que ele precise. Por exemplo, aula de informática. O professor de informática, por sua vez, tem direito a uma hora de massagem e por aí vai.

Há um pouco de tudo nesse projeto: troca de lâmpadas, limpeza, cursos de idiomas, massagens, pessoas dispostas a passar roupa e até a ensinar a andar de bicicleta.

Os bancos de tempo existem em Portugal há 13 anos, e na pacata Santa Maria da Feira, chegou há um ano e meio. Quem levou para lá foi a economista aposentada Margarida Portela, que destaca:

— É o projeto da minha vida! — resume.

No Brasil, a iniciativa está presente em diversas cidades e estadosl, como Analândia, Baixada Santista, Balneário Camboriú, Barão Geraldo, Blumenau, Brasília, Brusque, Campo Grande, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Curitiba, Florianópolis, Garopaba, Gaspar, Goiânia, Palhoça/São José, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, São Francisco de Paula, São Paulo, Sorocaba, Tubarão, Ubatuba.

O Banco do tempo da Cidade de Florianópolis é um dos primeiros e mais conhecidos do brasil. A iniciativa foi idealizada em setembro de 2015 num encontro do coletivo catarinense Zeitgeist, parte de movimento internacional de sustentabilidade. Ele funciona a partir de um grupo de facebook que conta com mais de 20.000 pessoas, e as trocas são contabilizadas em uma planilha compartilhada com os usuários.

Livro das Suspeições

Da advogada do Rio de Janeiro, Maíra Fernandes: “Saiu do forno o Livro das Suspeições, que trata da suspeição do ex juiz Sérgio Moro para julgar a Lava Jato. Escrevi o artigo “Exibir para Esconder” no qual mostro que a Lava Jato adorava se dizer transparente…mas não era tão transparente assim. As divulgações eram seletivas e serviam para encobrir a incompetência do Juízo e muitas incorreções mais. Falo também da suspeição de Moro, manifestada dentro e fora dos autos. É uma honra estar ao lado de advogados e advogadas que muito admiro. O livro é on line e pode ser acessado, gratuitamente, em: https://www.prerro.com.br/…/O-Livro-das-Suspeições-Grupo-…”

Ronaldinho, 150 dias preso

O ex-jogador de futebol, Ronaldinho Gaúcho, completa na próxima sexta-feira (6) 150 dias preso em Assunção. Ele está preso desde o dia 6 de março no Paraguai, país onde entrou com passaportes falsificados junto ao seu irmão Roberto de Assis. A defesa de Ronaldinho tenta alegar para a Justiça que o ex-jogador não saberia das ilegalidades com seus documentos. Além do crime de falsidade ideológica, Ronaldinho Gaúcho também é acusado por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e outros crimes. Continue lendo “Ronaldinho, 150 dias preso”

Pagamento de precatórios

Com a adoção das medidas de distanciamento social para evitar o contágio do novo Coronavírus (Covid-19), o TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), por meio do Núcleo de Precatórios, buscou inovar o procedimento para o pagamento dos precatórios. Isso, para dar continuidade à liberação de alvarás, por entender que a suspensão do pagamento causaria mais prejuízos aos credores. De janeiro a julho deste ano já foram pagos mais de R$ 20 milhões em precatórios. Continue lendo “Pagamento de precatórios”

Alexandre comandará eleições

Como a próxima eleição presidencial está marcada para acontecer no dia 3 de outubro de 2022, o ministro Alexandre de Moraes é quem irá estar no cargo de presidente da Corte eleitoral no dia do pleito. Ele assumirá a presidência do TSE em agosto de 2022 em substituição ao ministro Luiz Edson Fachin em virtude do término do seu segundo período como ministro efetivo da Corte eleitoral.

Na mesma data, a ministra Rosa Weber estará presidindo o Supremo com Luis Roberto de Barroso de vice-presidente.

Barroso, Fachin e Alexandre

O atual presidente do TSE, ministro Luis Roberto Barroso permanecerá ä frente da Justiça Eleitoral até 28 de fevereiro de 2022 quando termina o seu segundo período como ministro efetivo do TSE. Ele será substituído pelo seu atual vice-presidente, Luiz Edson Fachin. Este, permanecerá na presidência do TSE até 16 de agosto de 2022 quando irá terminar o seu segundo período como ministro efetivo da Corte. Fachin será substituído por Alexandre de Moraes que permanecerá no cargo até junho de 2024.