O crime do cabeleireiro

Edgard da Silva Santos, conhecido como Chocolate, e Patrick Ribeiro Tupinambá, de apelido Bagão, foram denunciados pelo Ministério Público estadual pela morte do cabeleireiro Valdir Macário, no dia 12 de novembro de 2016. Os dois foram denunciados pelo promotor de Justiça Antônio Luciano Silva Assis pelo crime de homicídio qualificado, sendo que Patrick também irá responder pelo crime de roubo com arma de fogo. De acordo com a denúncia, o motivo do crime teria sido vingança.

Veja mais

Torcedor quebra cadeira

O Juizado do Torcedor e Grandes Eventos do Beira-Rio (RS) condenou um torcedor do Internacional a pagar R$ 520,00 por ter destruído uma cadeira do estádio durante a partida entre o seu clube e o Sampaio Corrêa (MA) na semana passada. A audiência isolada foi presidida pelo Juiz-Plantonista Marco Aurélio Martins Xavier, que homologou acordo entre o clube colorado e um torcedor.

Veja mais

Preso no motel

A 1ª Câmara Civil do TJ de Santa Catarina determinou que um motel do Vale do Itajaí indenize um casal agredido física e moralmente em suas dependências, vítima inclusive de cárcere privado, após ter problemas e não conseguir pagar suas despesas com cartão de crédito. Segundo os autos, o casal não teve êxito ao efetuar o pagamento por indisponibilidade do sistema e, após várias tentativas infrutíferas, o gerente resolveu mantê-lo preso no estabelecimento até a quitação dos gastos.

Veja mais

Arresto para presídios

Em atendimento a um pedido da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, a Justiça determinou o arresto imediato de R$ 100 mil do Fundo Estadual de Saúde para a compra de medicamentos e outros insumos para as prisões do Estado. Esta verba veio da União e tem como destino o sistema penitenciário fluminense, mas o governo estadual ainda não fez uso dos recursos. Segundo a decisão, proferida nesta quarta-feira (15), a apreensão dos valores se justifica pela “urgência do caso que envolve a preservação da integridade física dos presos”.

Veja mais