O crime da praia dos Ossos

Há exatos 40 anos – no dia 30 de dezembro de 1976 – um crime passional em um casa na praia dos Ossos, em Búzios, na região dos Lagos, no Rio de Janeiro, abalou a sociedade brasileira. no penúltimo dia de 1976. No início da noite daquele dia, Doca Street, então com 40 anos, matou com quatro tiros de pistola Ângela Diniz, com quem vivia havia apenas três meses. Ela, contaram os amigos, pretendia se separar de Doca, por não suportar o ciúme doentio do companheiro.

Veja mais

Embaixatriz matou embaixador

A brasileira Françoise de Souza Oliveira,de 40 anos, mulher do embaixador da Grécia Kyriakos Amiridis, confessou no início da noite desta sexta-feira que participou da morte do marido. Mais cedo, a polícia havia pedido à Justiça a prisão de Françoise, do policial militar Sergio Gomes Moreira Filho e de um dos dois cúmplices, Eduardo Tedeschi, amigo do PM. O outro suspeito de participar do crime é um primo de Sérgio Moreira.

Veja mais

O caso do embaixador

A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), no Rio de Janeiro trabalha com a hipótese de crime passional contra o embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis. A vítima, de 59 anos, foi morto em casa, antes de ser levado para dentro de um carro que ele havia alugado no dia 21. O veículo foi encontrado carbonizado, com um corpo dentro, nas proximidades do Arco Metropolitano.

Veja mais

Vereadora e prostituta

A prostituta Francisca Ferreira da Silva, conhecida pelo apelido de Coroca, de 32 anos, filiada ao PDT, irá tomar posse no domingo (01.01) como vereadora da Câmara Municipal de Manacapuru, distante cerca de 80 kms de Manaus, no Amazonas. Querida pela população da Terra da Ciranda, Coroca foi escolhida para representar os mais humildes. De acordo com os próprios eleitores, ter uma pessoa simples, que nunca antes teve um contato maior com a política, em uma das 15 cadeiras da Câmara Municipal da cidade é a esperança de um futuro melhor e mais justo.

Veja mais