Índios não existem para a sociedade

O texto é de autoria da repórter Bruna Souza Cruz do UOL em São Paulo: Acampados à beira de estradas ou em fundos de fazendas, sem a certeza de que terão acesso às suas terras de origem, indígenas do Mato Grosso do Sul sentem-se desassistidos pelos governos estadual e federal. Muitos deles nem existem perante a sociedade, já que não possuem registro civil. O alerta é do advogado Luiz Henrique Eloy Terena (povo do qual faz parte), assessor jurídico da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil e nome importante na defesa dos direitos indigenistas.

Veja mais

Advogados oportunistas

A Chapecoense divulgou na internet uma nota de repúdio alertando que advogados afirmam ser representantes do clube para conseguir serviços com os parentes das vítimas da tragédia na Colômbia. O clube classifica esses profissionais como oportunistas e que usam o nome do time para obter vantagens ilícitas. Medidas judiciais serão tomadas contra esses advogados. Segundo…

Veja mais

Condenados em Paris

Quatro torcedores britânicos do time de futebol do Chelsea foram condenados a até um ano de prisão por “ato racista” ao terem impedido a entrada de um homem negro em um trem do metrô de Paris, capital da França, em fevereiro de 2015. O episódio ocorreu antes de uma partida dos “blues” contra o Paris Saint-Germain pela Liga dos Campeões da Europa e foi filmado por um celular. Na gravação, os torcedores aparecem gritando “nós somos racistas e é assim que gostamos de ser”.

Veja mais