Direito Global
blog

PT quer companheiro D’Urso

O repórter Rodrigo Haidar, do Consultor Jurídico confirma com o presidente licenciado da OAB-SP, Luiz Flávio Borge D’Urso que a direção estadual paulista do PT quer ver o seu nome na chapa com Fernando Haddad:

O convite para que o presidente licenciado da seccional paulista da Ordem dos Advogados do Brasil, Luiz Flávio Borges D’Urso (PTB), concorresse à prefeitura de São Paulo como candidato a vice-prefeito na chapa de Fernando Haddad foi feito pela direção estadual do PT paulista. O presidente estadual do PT, Edinho Silva, fez a oferta ao presidente estadual do PTB, Campos Machado.

O convite foi costurado pelo ex-governador Paulo Maluf (PP), que declarou apoio à candidatura petista na última segunda-feira, em um encontro do qual participaram o candidato petista à prefeitura paulista e o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva. O apoio fez a deputada Federal Luiz Erundina (PSB) deixar o posto de vice de Haddad.

Na manhã desta quarta-feira (20/6), Maluf ligou entusiasmado com o possível acordo para D’Urso e insistiu para que ele tente convencer Campos Machado a aceitar a oferta. O ex-governador paulista disse ao presidente licenciado da OAB-SP que a candidatura de Haddad “irá crescer muito” e que essa seria a melhor oferta já recebida pelo PTB.

O presidente do PT paulistano, vereador Antonio Donato, disse nesta quarta ao site Terra Magazine que “o convite, se existiu, não partiu nem do candidato nem da coordenação da campanha”. De acordo com o vereador, “se alguém fez alguma sondagem, foi meramente pessoal”.

De fato, o convite não partiu do candidato ou de Donato, coordenador da campanha de Haddad. Mas não foi mera sondagem. Foi um convite concreto, costurado por Paulo Maluf, cabo eleitoral de peso cooptado por Lula, o padrinho da campanha de Haddad.

D’Urso também recebeu convites de Gabriel Chalita (PMDB), Celso Russomano (PRB) e José Serra (PSDB). Os tucanos ofereceram ao PTB, além da vice-prefeitura, a Secretaria de Justiça. Mas o partido, por enquanto, ainda mantém a candidatura de D’Urso ao cargo de prefeito da cidade de São Paulo.

“Estou honrado”, disse Luiz Flávio Borges D’Urso à ConJur, nesta quarta-feira de tarde, sobre ter sido convidado “para ser vice de um candidato tão importante no processo eleitoral como o Haddad.

clica