Direito Global
blog

Doação de locomotivas

Um convênio entre o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e a Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF) poderá dar destino a 26,7 mil vagões e locomotivas de trens que viraram lixo mas que estão ocupando parte da malha ferroviária do país, atrapalhando o sistema de transporte de cargas. O convênio já foi assinado e tem a intenção de dar garantia jurídica para que sejam feitos leilões dos bens, que pertencem à antiga RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.), órgão do governo federal que cuidava das ferrovias e foi extinto em 2007. O modelo é semelhante ao que está sendo feito com aviões de empresas que faliram e estão em áreas de aeroportos do país. O número de equipamentos que viraram lixo corresponde a cerca de 25% dos vagões que estão em uso no país, cerca de 103 mil.

clica