Direito Global
blog

Fraude fiscal

O atacante Lionel Messi, e seu pai, Jorge Horacio Messi, serão julgados na Espanha por delitos de fraude fiscal. Segundo o jornal espanhol El País, a Procuradoria Geral da Espanha pediu uma condenação de 22 meses e meio de prisão ao jogador por irregularidades cometidas entre 2007 e 2009. Segundo o periódico, as autoridades espanholas admitem que Messi é “leigo” em assuntos tributários, mas que “não pode ignorar” que boa parte das receitas de seus direitos de imagem vinham de empresas sediadas em paraísos fiscais. O juiz encarregado pelo caso rejeitou o pedido da promotoria de julgar apenas o pai de Messi, a quem responsabiliza pela criação das empresas de fachada para fraudar 4,16 milhões de euros do uso de imagem do jogador. A Promotoria da Espanha havia pedido 18 meses de prisão para Jorge Horacio Messi.

clica