Direito Global
blog

Neymar no banco

A Procuradoria da Espanha pede que Neymar seja processado, ao lado de seu pai, por corrupção entre particulares por causa de supostos crimes que teria cometido com relação ao fundo brasileiro DIS, que administrava seus direitos federativos antes de se transferir para o Barcelona. Se condenado, o jogador poderia pegar de seis meses a dois anos de prisão.

O procurador José Perals solicitou que o juíz José de la Mata julgue o caso sob investigação e que indicie o atacante brasileiro. A DIS mantinha 40% dos direitos federativos de Neymar e o acusa de não ter pago o que deveria ao fundo ao ser vendido para o Barcelona. Mata já ouviu Neymar, seu pai e sua mãe, além dos executivos do clube espanhol, como Josep Maria Bartomeu e seu ex-presidente Sandro Rosell.

clica