Direito Global
blog

Sem dó, nem piedade

A ex-vereadora de Feijó, no Acre, Marleidy da Silva Dourado, denunciada ao Judiciário pelo Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) pela morte do marido, José Nilson Thaumaturgo Ferreira, foi presa em Rio Branco e encaminhada para o presídio Francisco D’Oliveira Conde, onde deve cumprir a pena.

O juiz Gustavo Sirena fixou a pena-base em 14 anos de reclusão pelo crime de homicídio qualificado, no entanto, a pena foi acrescida em 1/6 pelo agravante do art.61, II, “e” do Código Penal, e somou 16 anos e quatro meses de prisão em regime fechado. O magistrado também condenou a ré a 9 meses e 22 dias de reclusão, em regime inicial semiaberto, pela prática de fraude processual.

clica