Direito Global
blog

Até em Parintins …

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) pediu a condenação dos réus Raimundo Cardoso e Everaldo Batista, vereadores afastados da Câmara Municipal de Parintins. Os dois são acusados dos crimes de peculato, falsidade ideológica e estelionato.

O promotor de Justiça Flávio Mota, que assinou a denúncia junto com as promotoras Carolina Monteiro e Yara Rebeca Marinho, pede a condenação do presidente afastado da Câmara municipal, Everaldo Batista, “pela prática do delito tipificado no artigo 299, parágrafo único do Código Penal”.

clica