Direito Global
blog

Meninas de Guarus

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) obteve na Justiça decisão que nega o pedido de habeas corpus feito pelo empresário Renato Pinheiro Duarte, condenado a 14 anos de reclusão no caso conhecido como “Meninas de Guarus”. Este é o primeiro julgamento de mérito de habeas corpus do caso.

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro seguiu o parecer formulado pela 3ª Procuradoria de Justiça de Habeas Corpus do MPRJ, que havia opinado pela manutenção da prisão. Renato Duarte foi preso com outras 12 pessoas durante operação realizada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) e pela Coordenadoria de Segurança e Inteligência do MPRJ no dia 09/06.

Ao todo, foram 14 condenados pelos crimes de quadrilha armada, estupro de vulnerável e exploração sexual de crianças e adolescentes no Norte do Estado

clica