Direito Global
Sem a toga

O juiz e o advogado

O doutor Werner Becker,conceituado advogado gaúcho,mas um tanto irascível,foi ao gabinete de um juiz que havia dado uma decisão contrária a um cliente,e ordenou-lhe,como um bom caudilho,que pegasse papel e caneta e escrevesse que era um cagalhão.Diante da negativa do magistrado,puxou da arma e conseguiu o seu intento.O juiz foi ao então presidente do Tribunal de Justiça para pedir providências contra o causídico,que ,ao ouvir parte da narrativa,indagou do juiz se ele fez o que lhe fora ordenado.A resposta afirmativa o levou então a dizer ao juiz que ele era mesmo um cagalhão. Passados muitos anos, esse episódio ainda é lembrado nos corredores do foro de Porto Alegre.

clica