Direito Global
blog

Uma perda na ABL

Ocupante da cadeira 40 da Academia Brasileira de Letras, morreu hoje (22), aos 102 anos, no Rio de Janeiro,o advogado trabalhista Evaristo de Moraes Filho. Eleito em 15 de março de 1984 para a Academia, Evaristo Filho foi o quinto ocupante da cadeira 40, sucedendo Alceu Amoroso Lima.

Nascido no Rio de Janeiro, em 5 de julho de 1914, foi casado com Hileda Flores de Moraes e deixa dois filhos: Regina Lúcia de Moraes Morel e Antônio Carlos Flores de Moraes. Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1937) — à época Universidade do Rio de Janeiro —, também estudou Sociologia, Psicologia e Filosofia.

Era doutor em Direito (1953) e em Ciências Sociais (1955). Foi professor de Direito do Trabalho, Industrial e de Administração Pública. Atuou ainda como procurador-regional da Justiça do Trabalho.

clica