Direito Global
blog

‘Boa noite, cinderela’

A 3ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) negou habeas corpus para Antônio Marçal Guimarães Coelho, acusado de traficar comprimidos de artane, muito usado para aplicar o golpe do “Boa Noite, Cinderela”. O medicamento, considerado forte, também é utilizado nos tratamentos do mal de parkinson. A decisão teve a relatoria do desembargador Raimundo Nonato Silva Santos.

Segundo o magistrado, a prisão do réu foi mantida sob argumento da garantia da ordem pública. “Havendo indícios suficientes de autoria, bem como a materialidade do crime, de modo a comercializar os entorpecentes em larguíssima escala, estão presentes os fundamentos para a decretação da prisão preventiva fundamentada na proteção à ordem pública e à conveniência da instrução”, explicou.

De acordo com os autos, Antônio foi preso em flagrante no dia 6 de julho deste ano. Policiais civis receberam denúncia de que o réu era chefe de uma quadrilha responsável pela guarda e comercialização de comprimidos de artane. A droga, quando absorvida em grandes quantidades, provoca alterações mentais, como alucinações e delírios. Conforme a polícia, era ele quem trazia a droga para a Capital. A substância vinha do Estado de Pernambuco por meio de “mulas”.

clica