Direito Global
blog

Presos no mercado

Um novo projeto da Defensoria Pública do Rio de Janeiro pretende realocar presos do regime semiaberto no mercado de trabalho. A primeira fase de implementação do Novos Rumos começou nessa terça-feira (18), com a participação de seis detentos: cinco homens vão trabalhar no Departamento de Engenharia do órgão como auxiliares de serviços gerais, e uma mulher será copeira. No total, serão oferecidas 13 vagas.

Segundo dados do Tribunal de Contas do estado, apenas 2% da população prisional conseguiu um emprego em 2014. Atualmente, o Rio de Janeiro tem 50,7 mil presos, mas o número dos que estão no regime semiaberto e trabalham ainda é muito baixo.

clica