Direito Global
blog

Motel dentro da prisão

O Serviço de Inteligência da Superintendência de Administração Penitenciária (Seap) descobriu uma construção ilegal de um motel dentro da Penitenciária Odenir Guimarães (POG), no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, em Goiás. A estimativa é de que obra provesse lucros de até R$ 120 mil ao mês. No local, foram construídas 112 quitinetes, em menos de 20 dias no final do ano passado e já estavam em fase final de acabamento quando a obra foi descoberta. As unidades estavam sendo construídas no pátio da Ala C da penitenciária.

Segundo as investigações da Polícia Civil, os quartos seriam usados para as visitas íntimas de presos e teriam custado cerca de R$ 200 mil no total. Deste valor, R$ 120 mil teria sido usado para a compra de materiais de construção em uma empresa do município e R$ 70 mil para o pagamento de propina ao então diretor da unidade na época, Marcos Vinícius Alves, que foi afastado do cargo após ter sido preso durante a Operação Livramento, deflagrada no último dia 19, em combate a corrupção em presídios.

clica