Direito Global
blog

Renúncia de Ives

O diretor da Associação Brasileira dos Advogados Trabalhistas (Abrat), Henri Clay Andrade defendeu hoje a renúncia imediata do presidente do TST, ministro Ives Gandra Martins. A briga no tribunal – inclusive com a maioria dos ministros – começou após Ives ter declarado que há um “desbalanceamento” das decisões do TST em favor dos trabalhadores. Segundo o diretor da Abrat, “as manifestações do presidente do TST são gravíssimas e incompatíveis com o cargo que ostenta. Porque negam os princípios basilares do direito do trabalho, degradam a Justiça do Trabalho e maculam a imparcialidade da magistratura trabalhista. Para evitar constrangimentos e até instabilidade institucional, seria mais conveniente que o Ministro renunciasse ao cargo. ”

clica