Direito Global
blog

Estupro contra enteada

A juíza Cristina Paul Cunha Bogo, titular da comarca de Araquari, norte do Estado de Santa Catarina, condenou um homem à pena de 25 anos, dois meses e seis dias de reclusão, em regime inicial fechado, pela prática dos crimes de tortura e estupro contra sua própria enteada, de apenas três anos de idade, que não resistiu às agressões e morreu. A magistrada negou ao réu o direito de recorrer em liberdade. Ele já aguardava decisão judicial no cárcere.

A sentença também condenou a mãe da vítima ao cumprimento de pena privativa de liberdade de um ano, quatro meses e 24 dias de detenção em regime inicial aberto, por tortura e omissão, com suspensão da pena sob condições. Ela poderá recorrer em liberdade. A juíza Cristina destacou que tudo era praticado com emprego de violência.

clica